Categorias

Garotinho & Rosinha – Modus operandi

bonnie-clyde
   Eleito governador em 1998, durante a sua gestão, Garotinho renegociou a dívida do Estado do Rio, dando como garantia de pagamento os royalties do petróleo.

Em 2003, a sua esposa, a atual prefeita de Campos Rosinha, então governadora, enviou mensagem à Assembleia Legislativa pedindo convocação extraordinária dos deputados para votar projeto de lei que autorizava o Executivo a antecipar R$ 300 milhões da receita de royalties, oferecendo como garantia o repasse de royalties feito pelo governo federal ao longo do ano.

Agora a prefeita Rosinha foi autorizada pela maioria do governo na Câmara Municipal de Campos a ceder a instituições públicas, como Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, os recursos dos royalties, participações especiais e compensações oriundas do petróleo e gás natural até 31 de dezembro de 2016.

 Lembra do slogan em defesa dos royalties “O petróleo é de todos, mas os royalties são nossos!”. Pois é, agora são dos bancos…

Compartilhe
  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Garotinho com Eike, Rosinha presente…

Na real

A foto diz tudo, mostrando claramente quem é protagonista e quem é coadjuvante

A foto diz tudo, mostrando claramente quem é protagonista e quem é coadjuvante

O deputado Garotinho recebeu ontem na Prefeitura de Campos o empresário Eike Batista e o gerente geral da EBX, Gunnar Pimentel. Trataram de projetos no setor rural e de ações de desenvolvimento regional. A prefeita Rosinha esteve presente.

Compartilhe
  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Pobre cidade rica…

Apesar de rica por conta dos milhões dos royalties, a cidade de Campos mostra estranhos sinais de pobreza. Obras paradas, má conservação de praças ruas, atrasos nos repasses de previdência, etc.

trianon-lene-fioravante-1

Até o Teatro Municipal Trianon, que deveria ser um orgulho dos campistas, está relegado à própria sorte, como mostram as fotos que Lene Fioravante publicou em seu perfil do Facebook. Tiradas de um ângulo que pouca gente vê (de cima), elas mostram o péssimo estado do telhado do prédio, com uma grande área de telhas danificadas coberta por improvisadas lonas plásticas como se Trianon fosse um simples barraco, o que coloca em grave risco todo o caríssimo interior do teatro, sujeito a infiltrações, principalmente com a chegada das fortes chuvas de fim de ano. Qual será a explicação da prefeitura?

trianon-lene-fioravante-2

Compartilhe
  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

PreviCampos, a galinha dos ovos de ouro

ovos-ouro-2

As últimas notícias e as demissões na cúpula da PreviCampos (Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Campos) estão deixando os servidores da Prefeitura Municipal de Campos de cabelo em pé. O fundo controla o acumulado de cerca de UM BILHÃO de reais da aposentadoria e direitos previdenciários da turma. Essa fortuna, depois que entra no caixa, seria imexível. Mas, sabe como é, para tudo nesse Brasil tem um jeitinho. Segundo o vereador Marcão, desde maio a prefeitura estaria retendo, antes do caixa do PreviCampos, os 11% religiosamente descontados nos contracheques dos servidores, coisa de 20 milhões mensais. Se isso for verdade, de maio para cá seriam 120 milhões. Em tempos de cobertor curto estariam descobrindo um santo para cobrir o outro…

O caminho certo nesse caso é que o vereador Marcão faça uma denúncia formal no TCE, no Rio de Janeiro, para que a sua denúncia seja apurada.

Veja abaixo o último balancete divulgado na área financeira do site do PreviCampos, o de março de 2014.

previ-a-balancete-marco

Compartilhe
  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Tampa no ralo

Ressaca eleitoral

Depois da sangria descontrolada, tampa no ralo, aperto no cinto e cabeças rolando…

Compartilhe
  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

“Meninas de Guarus” – Todo mundo na rua

passarinhosNo embalo do Habeas Corpus concedido ao ex-vereador Nelson Nahim, já em liberdade, todos os presos acusados de envolvimento no rumoroso caso das “Meninas de Guarus” tiveram as suas prisões preventivas revogadas pelo juiz Rodrigo Rocha, de Itaocara, em exercício na Primeira Vara Cível da Comarca de Campos. Ironicamente, até o acusado Thiago Calil, o único que estava foragido, também foi beneficiado pela decisão.

Por conta do segredo de justiça, não foi divulgado o grau de envolvimento, nem de que crimes são acusados cada um deles. Apenas o ex-vereador Nelson Nahim teve revelado o motivo da sua prisão, uma suposta coação de testemunhas.

Resta saber se os acusados de crimes graves não poderão se aproveitar da decisão para se evadir antes de serem devidamente enquadrados diante da lei para responder por eles. O certo é que o precedente da fuga já existe.

Compartilhe
  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Nahim diz que sua prisão tem dedo de político

Nelson-NahimDurante a entrevista coletiva após a sua soltura por força da concessão de um Habeas Corpus, o ex-vereador Nelson Nahim, sem acusar ninguém diretamente, declarou acreditar em influência política e grandes coincidências e ligações íntimas de pessoas no Ministério Público com o Governo Municipal com os fatos que levaram a sua prisão.

Nahim negou qualquer envolvimento com pedofilia e também suposta coação de testemunha. Além de afirmar que nunca foi ouvido no inquérito que contém depoimentos de pessoas que nunca viu.

 Trechos da entrevista:

“Em respeito a justiça estou deixando de falar coisas que gostaria de falar”

“Não prenderam a mim, prenderam minha família toda, porque a vida de todos parou. Se tem uma coisa que eu não sou é perigoso para ser encarcerado sem ao menos ser ouvido”

“Quando você não tem prova, é leviano levantar nome de alguém. Mas há muitas coincidências: Não tenho nada contra às instituições. Presidi dois poderes (Câmara e Prefeitura de Campos), tenho o maior respeito pelo Judiciário. Não estou aqui questionando a decisão do juiz, que pelo livre convencimento dele achou que deveria tomar essa decisão. Respeito demais o Ministério Público, grandes promotores de Justiça, mas há grandes coincidências. Muitas coincidências que me levam, e não vou citar nomes, mas pessoas com cargos no Ministério Público tem ligações muito íntimas com o Governo Municipal”

“Aqueles que não posso mencionar os nomes, porque o processo corre em segredo de justiça, e que são covardes e não deixam as digitais, vão uma hora ou outra ter o que merecem, se não pela justiça dos homens será pela justiça divina, discordo da decisão do juiz e recorremos em instância superior. Agora é importante resolver a questão judicial. Houve engano irreparável. A repercussão de minha prisão jamais será reparada e isso terá que ser visto no momento oportuno”

 Nelson Nahim.

Compartilhe
  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

O Crack da política

Nessa eleição da Câmara veio à tona uma inusitada forma de vício: os “Garotinhos Dependentes”. Por mais que alguns vereadores queiram deixar, na primeira crise de abstinência, sempre voltam… (Inspirado em um post de Cláudio Andrade)

O que sobrou

Falando nisso hein…, para quem tinha a pretensão de administrar o Estado, administrar crise na Câmara parece uma ambição bem menor, mas garante uma futura aprovação de contas do governo Rosinha. Não é nada, não é nada, é coisa à beça…

Compartilhe
  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Nahim em liberdade

Nelson-Nahim

 

 

 

O ex-vereador Nelson Nahim vai responder em liberdade sobre o caso “Meninas de Guarus”. Seu pedido de Habeas Corpus foi deferido pela desembargadora Rosa Helena Penna Guita, da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça/RJ. Ele foi preso em Campos no dia 17 de outubro, acusado de coação de testemunhas, e transferido para Bangu 1, no Rio de Janeiro.  Em poucas horas Nahim deverá estar de volta a Campos.

Compartilhe
  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

“Suvaco da Rosinha”, novo point

suvaco-1

 

 

 

 

 

Aviso no perfil do Facebook do engenheiro Carlos Faria Café: “Novo point do Jardim Carioca vai bombar daqui a pouco. Música ao vivo, jogo na TV, cerveja gelada e o melhor tira gosto de Campos. É embaixo da nova ponte, na Av. Tancredo Neves, apelidado pela galera de “Suvaco da Rosinha”. Já pegou. Essa galera do meu bairro é criativa pra cabrunco…”

Compartilhe
  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter
Copyright © 2010 - Folha da Manhã - Todos os direitos reservados