Categorias

Anglo American confirma paralisação do mineroduto – Veja a Nota Oficial da empresa

POSICIONAMENTO

A Anglo American informa que recebeu uma ordem judicial para interromper suas atividades em Conceição do Mato Dentro e Dom Joaquim e que ela está sendo cumprida. A empresa entende que o Projeto Minas-Rio não colocou em risco o patrimônio artístico e cultural de Conceição do Mato Dentro e ressalta que realiza o monitoramento arqueológico de todas as intervenções do empreendimento com a remessa de relatórios bimestrais aos órgãos competentes, conforme determina a condicionante 99 do processo de licenciamento ambiental referente às áreas da mina e da planta de beneficiamento do projeto. A Anglo American também informa que está tomando as providências cabíveis para demonstrar que atuou de acordo com a legislação ambiental vigente de forma que possa retomar os trabalhos na região assim que possível.

Sobre o Projeto Minas-Rio

Principal projeto mundial da Anglo American, o Minas-Rio está em fase de obras e atingirá, em sua primeira fase, uma capacidade de produção de 26,5 milhões de toneladas de minério de ferro. A fase operacional será iniciada no segundo semestre de 2013. Atualmente, 60% das obras já foram concluídas e mais de 80% das licenças ambientais já foram obtidas.

O empreendimento inclui uma mina de minério de ferro e unidade de beneficiamento em Conceição do Mato Dentro e Alvorada de Minas, em Minas Gerais; o maior mineroduto do mundo com 525 km de extensão e que atravessa 32 municípios mineiros e fluminenses; e o terminal de minério de ferro do Porto de Açu, no qual a Anglo American é parceira da LLX com 49% de participação, localizado em São João de Barra (RJ). O investimento para a implantação do projeto teve um ajuste de 15%, no final de 2011, em cima do valor de US$ 5 bilhões em função do aquecimento do mercado da construção civil no Brasil.

Compartilhe
  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

5 comments to Anglo American confirma paralisação do mineroduto – Veja a Nota Oficial da empresa

  • santos

    sem conhecimento de causa quanto ao problema que envolve área considerada patrimônio histório, quero dizer, com todo respeito, que estes grandes empreendedores, via de regra, procuram respeitar as leis, o meio ambiente e até mesmo os patrimônios historicos, para a construção de grandes obras que geram milhares de empregos, riquezas para a sociedade em geral, que é o que todo País almeja! nos termos da lei e de informações e provas outras que com certeza serão apresentadas aos autos, que seja esta liminar revogada e/ou cassada o mais breve possível, para que essa obra gigantesca tenha seu regular prosseguimento para o bem da sociedade como um todo…é disso que este País precisa, cada vez mais, de grandes empreendimentos…!!! por isso que nos últimos tempos e a cada dia que passa, os grandes empreendedores estão deixando de investir neste País por não terem um mínimo de certeza/garantia quanto a segurança de seus investimentos.

  • Claudenir Valente eu e minha mulher tinha uma renda todo mes de leite agora so temos dividas porquer um tubo do minerio matou minha vacas cade a honestidade? so estao de papo fiado. voces gostaria de tirar o seu dinheiro? foi o que fizeram aqui em ponte alta minas gerais. o pequeno so leva ferro.
    http://www.youtube.com/watch?v=3AQMfVNSSk0&feature=related

  • Trabalhador

    Via de regra esses grandes empreendedores não ligam a mínima para leis. Falar em preservação ambiental é piada… basta dar um pulinho na área para ver a devastação da área de implantação, imagine então durante o processo de mineração.
    Se respeitassem leis estariam realmente atendendo a liminar judicial ao invés de estar dando andamento às escondidas. Basta comparar fotos das áreas de hoje com fotos de 2 meses atrás.
    Por quê alguém não vai à obra no final da tarde? Verá os anúncios de detonação… quando aparece uma autoridade é uma correria para esconder máquinas. Para inglês ver mesmo

  • É mais uma historia de papo furado dizer que Eike Batista está se preocupando com a população, melhoria de vida aos brasileiros ou seja evolução do pais de forma ecologicamente correto e nem tãopouco com a população diretamente atingida pelo seu projeto bilionario. Sou um dos brasileiro que foi atingido diretamente pela sua obra do mineroduto, que atravessou o nosso pequeno patrimonio sem se preocupar até mesmo com as fontes naturais de grande importancia para nossa sobrevivencia. Eles falam que no final dessa obra irão deixar o terreno de forma que sempre foi. Eu duvido e jamais eles conseguirão, pois está se devastando áreas de forma que será impossível voltar o que era antes. Eles não estão preocupados com a população localizada nas áreas atingidas pela sua obra, um exemplo disso: Na região de texeiras de São Domingos do Prata de MG, eles eliminaram nossa água que tinha uma corrente livre a mais de 100 anos. Nessa mudança colocaram um tudo de PVC de apenas 50mm que não suporta toda água que lá corria sobre o leito do rio, prejudicando dessa forma o abastecimento de água aos moradores do local.Os moradores da regiao improraram aos dirigentes que coordena os trabalhos de ivestimento de Eike nesta regiao, pedindo a eles atenção na instalação de tal tubulação que iria abastecer nossa água, mas os coordenadores da obra deram prioridade na economia de um pouco DE reais colocando apenas um tubinho de 50 mm para abastecer toda os moradores daquela região. Não estão se preocupando com o bem estar da população, mas sim com os gastos versos lucratividade futura que levara Eike Batista ao ranking número um dos bilionarios mundiais.
    Este sim, é o verdadeiro objetivo de Eike Batista.
    Ainda bem que Deus limitou o homem, Eike: Você não terá mais 20 anos para aproveitar do retorno bilionarios desse investimento chamado mineroduto, que gloria não??? E quando você passar dessa para outra, talvez seus filhos passa tudo isso em troca de algum trocado para queimar numas noites e outras, e tudo isso terminar em pó.

  • Gabriel Araújo dos Santos

    Sinto-me muito infeliz com o que estão a fazer com o solo das Gerais. Isso mesmo, conterrâneos, protestem, seja dado nomes aos bois, em especial a este tal Batista. Mas tem uma coisa. Quem cala consente. As autoridades de Minas são também responsáveis por tanta e tamanha barbaridade.

Leave a Reply

 

 

 

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Copyright © 2010 - Folha da Manhã - Todos os direitos reservados