Categorias

Rapidinha: Garotinho e os “parafusos frouxos”

Garotinho disse, hoje, na rádio, que foi terrorismo, sim. Segundo ele, a prova de que houve sabotagem é que alguns semáforos estavam com “parafusos frouxos”. Quem será que sabotou o Garotinho? Afinal ele não só tem alguns parafusos frouxos como também tem alguns a menos.

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

O governo da piada pronta: Osama Bin Laden não morreu

Os amantes das teorias de conspiração que vivem na planície estão animadíssimos. Eles acabam de descobrir que o presidente americano Barack Obama mentiu para o mundo, pois o maior terrorista de todos os tempos segue vivo, e na ativa. Mas, para desespero do campista, Osama Bin Laden desistiu de perseguir a insignificante nação americana e seu líder “pé de chinelo”. Agora, o terrorista traz o peso malevolente da Al Qaeda para o município mais importante do mundo, já que aqui jaz o político mais popular do universo: Anthony Garotinho. E os alvos também mudaram. Chega de explodir prédios e bombardear cidades. Bin Laden escolheu um método bem mais aterrorizador para chamar a atenção daqueles que ele chama de “comedores de chuvisco”. Ele irá sabotar todos os semáforos da cidade, e pior, muitos localizados em cruzamentos importantes, como a Arthur Bernardes, um ícone mundial quando se fala em trânsito.

Só nos resta rezar, e torcer para que a prefeita Rosinha Garotinho coloque os agentes das Forças Especiais, os famosos DAS, para trabalhar e caçar este terrível terrorista. O quanto antes melhor. Ou então, o caos reinará e voltaremos a idade média, numa cidade sem sinalização.

Para entender melhor a piada fornecida, pronta, pelo governo Rosáceo vá ao Blog do Bastos, aqui.

É ou não é o governo da piada pronta?

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Ranulfo compara Campos a Gotham

Fazendo uma analogia crítica, o economista Ranulfo Vidigal compara Campos a Gotham City:

“A cidade do norte fluminense considerada a antiga capital dos engenhos de açúcar e líder no repasse dos royalties do petróleo parece metrópole de ficção cinematográfica denominada Gotham City. Município onde o “Coringa”, com seu “saco de maldades” e seu sorriso sarcástico busca destruir os serviços públicos a qualquer custo.
O coringa, em depoimentos sinaliza que tem horror a quem estuda, e mais os indicadores da educação na rede pública de Ensino Básico são comparáveis a cidades do interior do Maranhão.
As contas públicas de Campos estão em desequilíbrio crônico. Forçando um endividamento, que gera despesa financeira equivalente ao que é gasto no Cheque Cidadão, que custa 50 milhões de reais por ano.
Completando o quadro caótico comandado pelo Coringa destruiu qualquer perspectiva de se alavancar o setor industrial em Gotham City.
Sua política venezuelana aplicada em campos contaminou a cidade com a doença holandesa, na visão do analista político do jornal o Dia Wilson Diniz.
Segundo o analista, Campos passa por momento político ímpar de união da oposição para desestabilizar o comando do Coringa na cidade e ser poder em 2016.
Por que o “Coringa” tem raiva de quem estuda?”

Ranulfo tem certa razão… O problema é nossa carência de “Batmans e Robins” para retirar esse vilão do cenário.

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Rosinha em Itaperuna?

Arquivo Folha da Manhã

Arquivo Folha da Manhã


Corre na boca pequena, em Itaperuna, que a prefeita de Campos Rosinha Garotinho estaria se preparando para entrar na disputa pelo Executivo itaperunense. O “boato” veio a ser solidificado por uma enquete feita nas redes sociais ( Facebook, E-mail e Whatsapp), como apresentou o Blog do Nino Bellieny, aqui, quando apresentou os nomes dos prefeitáveis locais.

Analisando friamente, com os fatos e dados em mão, diria que esta especulação não passa disso. Seria mais uma daquelas situações criadas dentro de um contexto estratégico, mas sem veracidade acurada, como o nome da Clarissa foi especulado em Nova Iguaçu, em 2012. Os iguaçuanos juravam que ela seria candidata por lá, mas…

O mais incrível disso tudo é que, mesmo com todos os problemas em sua administração, Rosinha aparece nas cabeças como um nome bastante mencionado em sua cidade natal. Parece que a blindagem tem mesmo dado certo. De qualquer maneira, Rosinha está farta da administração pública e já pensa em abandonar o barco campista, porque ela adentraria em outro? O candidato do Garotinho na cidade deve ser mesmo o deputado Jair Bittencourt, também do PR.

Rosinha disputando cargo eletivo? Acho que nem tão cedo.

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Rosa, a cor do fim

“Pode-se enganar a todos por algum tempo; Pode-se enganar alguns por todo o tempo; Mas não se pode enganar a todos todo o tempo todo”. É nesta linha de raciocínio, proferida por Abraham Lincoln, ex-presidente americano, que inicio a minha teoria sobre o reinado rosáceo, que de rosa não tem nada a não ser o seu fim.

Após muito matutar a respeito do interminável ciclo deste grupo político que domina a cidade, quase como o fictício imortal Highlander, percebi que muitos superestimam os já poderosos usurpadores da planície. Garotinho não é, principalmente agora, esse bicho de 7 cabeças que muitos enxergam. O grande problema é que algumas pessoas seguem refém de uma esperança natimorta: a intervenção política de algum governante que só conhece Campos quando despenca do Rio para ir até Vitória, ou algo do gênero. É que a oposição precisa de algum outro “Garotinho” para jogar contra esse daqui. Até agora, seguem todos aguardando o aval de Pezão, que já deve até ter esquecido o nome de nossa cidade, que dirá de seus integrantes mais “preciosos”.

Até compreendo o receio de alguns, pois a Rosinha e seu marido têm a máquina na mão, além do “know how” isento de qualquer limite moral quando o assunto é eleição. Mas, assim como Highlander da ficção, que só morria quando tinha sua cabeça decepada, este grupo político também pode se despedir da vida e, curiosamente, da mesma maneira.

A maioria das pessoas já sabe disso, o problema é que elas seguem tentando cortar a cabeça errada. Estão sempre tentando atacar o líder. Mas na política o que conta são as aparências e não a essência. E enquanto o maridão ficar de para-raios, o governo e sua “comandante rosa” seguem intactos, prontos para emprestar sua moral ao sucessor, ao apresentarem à população. Quando chegar o momento, Garotinho fará como fez em 2008 e se afastará da campanha. E, então, aqueles “alguns”, acabam “se enganando o tempo todo”.

Um dia perceberão que rosa é só uma cor, a cor do fim.

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Câmera escondida revela realidade do canil no CCZ

Através de uma câmera escondida, a equipe da Inter TV, flagrou más condições de funcionamento do canil municipal de Campos, no Norte Fluminense. No local, são encontrados animais aparentemente debilitados. Segundo os funcionários que não sabiam que estavam sendo gravados, não há medicamentos disponíveis, nem estrutura necessária para os cuidados caninos. O local é administrado pelo Centro de Zoonoses de Campos (CZC) e recebe em média 30 animais por dia. Na maioria dos casos são cães abandonados.

“Tem horas que a gente pede até a Deus para não mandar eles para cá, é melhor eles na rua. A gente nem pega, se botar muitos animais não vai ter comida para eles”, afirma uma funcionária. Em outro trecho, mais uma funcionária diz que os vetenários estão atendendo por amor aos animais “Ele tá fazendo o serviço veterinário porque ele tem uma clínica e sai do bolso dele”, afrma.

Um representante da CZC, que também não sabia que estava sendo gravado, negou todas as denúncias, mas afirmou que os animais não recebem banho. “Banho? Você dá banho em um cachorro de rua? Aqui não é petshop.”

A associação de Proteção aos Animais de Campos afirmou que já denunciou o problema ao Ministério Público Nacional. Segundo os representantes, a Prefeitura e Secretaria de Saúde também foram avisada dos problemas.

Em nota, a Prefeitura da cidade desmente as denúncias e afirma que todos os animais são limpos, vermefugados e vacinados. A instuição afirma também que o órgão atende a todas as exigências do Ministério da Saúde. O CSC nega a falta de medicamentos necessários e que não pratica qualquer tipo de maus tratos.

Acompanhe a matéria completa, com o vídeo, no site G1

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Câmara de Campos irá comprar 5 mil rosas e 3 mil canetas

Do blog “Eu penso que…”, do jornalista Ricardo André, aqui:

“Para quem achou abuso a Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes contratar empresa para fornecer água mineral e serviços de garçom e copeiragem ao custo de R$ 323 mil em um ano, conforme o Blog publicou ontem (reveja aqui), essa é de arrepiar:
Foram publicados na edição desta quarta-feira, dia 11/02 (páginas 10 e 11) do Diário Oficial, o “registro de preços para eventual e futura contratação de serviços sob demanda para realização de eventos e pequeno e médio portes, abrangendo infraestrutura e logística para atender as necessidades da Câmara Municipal de Campos”. Os preços foram registrados para 12 meses e os serviços poderão ou não ser contratados, mas o que chama atenção são alguns itens, como 5000 (CINCO MIL) rosas individuais de cores variadas, (R$ 3,00 cada); 500 buquês de 12 rosas (R$ 40,00) e 500 arranjos de orquídeas (R$ 62,00).
Ao todo são dez itens, incluindo fornecimento de mão de obra para coquetel, coffee break e brunchs (total de 200 eventos), além de materiais como 5 mil crachás, 3 mil canetas, 200 agendas, além de serviços de fotografia no valor R$ 1 mil com previsão para 100 eventos.
O objetivo desta postagem, além de dar publicidade aos gastos realizados ou pretendidos pelos gestores públicos, não é questionar os valores despendidos ou a despender, e sim a oportunidade dos gastos num momento em que a crise econômica instalada, e a se agravar, está no discurso, mas no Diário Oficial a prática é outra.
Um solenidade de entrega de títulos sem rosas e salgadinhos não empana o brilho das homenagens. Na hora de cortar gastos é preciso rever os conceitos. Se não só resta a demagogia barata e cansada de guerra.

Veja abaixo os itens registrados e seus valores e avalie se são indispensáveis ao funcionamento do legislativo ou não.”

Blog do Ricardo André

Blog do Ricardo André

camara+DO+110215

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Leitor denuncia: “Falsos Maçons?”

Um leitor atento aos acontecimentos envolvendo a Santa Casa de Misericórdia de Campos e integrantes de seu definitório enviou ao blog uma carta aberta a Maçonaria campista, cobrando medidas não só contra o senhor Benedito, mas todos os ” maus maçons” ligados a SCM. O desabafo segue abaixo:

“Falsos Maçons?

O que se comenta pela Cidade é que Benedito Marques dos Santos Filho é Maçom e como provedor da Santa Casa não honrou o que os Maçons sempre pregaram no decorrer da história, lutar pela humanidade. Na verdade, ele sempre prezou pelos seus interesses pessoais, usando a Maçonaria para se beneficiar das prerrogativas que a Instituição traz. Da mesma forma muitos do definitório da Santa Casa de Campos, grande parte são Maçons e deveriam representar os cidadãos da nossa cidade com honra e sabedoria, portanto, não o fizeram, pelo contrario, foram coniventes com toda má gestão desenvolvida pelo Provedor. Sabemos que, assim como toda Instituição, existem os “Bons e os Maus” integrantes, infelizmente onde há o Ser humano sempre existirão atos maliciosos como este.

Muitos cidadãos perguntam: o que a Maçonaria fará com esses que a desonraram? A sujeira será varrida para debaixo do tapete?

Vamos ver se essa antiga Instituição ainda preza pela moral e pela ética como seus antepassados.”

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Desembargador nega efeito suspensivo a Benedito Marques

O provedor afastado da Santa Casa de Misericórdia de Campos, Benedito Marques, tentou um efeito suspensivo contra a decisão do MP (Ministério Público) que o afastou por improbidade administrativa após uma série de denúncias, reclamações e imbróglios jurídicos com funcionários e empresas, mas obteve o pedido indeferido pelo desembargador Fernando Cerqueira Chagas. Portanto, Benedito segue fora da SCM, e as coisas ainda podem piorar e muito para o seu lado.

A decisão segue no link abaixo:

http://www1.tjrj.jus.br/gedcacheweb/default.aspx?UZIP=1&GEDID=0004468FDB18DD52A78C082CA2F22E54DA99C503494D5863

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Auschwitz, 70 anos da libertação: Uma crônica sobre a essência do mal

O amanhã nunca foi tão distante. As memórias, tão essenciais. Sonhar, por aqui, é quase tão raro quanto o sono. Dormir seria bom, mas a trilha sonora composta por choros, gemidos e brados alucinantes torna a tarefa quase impossível. Pois o pesadelo se desenha com os olhos abertos, em tempo real. Quem me dera poder deixa-los fechados. Antônimo mesmo é a fome, que não desiste de insistir, confundindo o sentir. Dor, já não sinto mais, pois desconheço sua ausência e não há com que comparar. Saudade, o que é saudade? Uma palavra carnívora que consome o meu âmago. Não ouso dizê-la…
Olfato nulo, só sentimos cheiro de carne, seja podre ou queimada. Hoje sei, o mal existe e independe de figuras míticas, ele é exalado por nós mesmos a nós mesmos. A esperança já viveu aqui, mas já não a encontramos com tanta frequência, raramente brilha em algum olhar. Mas o amanhã, embora distante, continua sendo o dia que esperamos, continua sendo nossa utopia. A razão para perseverar no viver.

O mal existe e advém do que há de mais belo e podre no mundo: nós mesmos, seres humanos.

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter
Copyright © 2010 - Folha da Manhã - Todos os direitos reservados