Arquivos

Categorias

Casa do Julgamento: Colisão

A casa do julgamento estará em cartaz do dia 26/07/2014 até o dia 02/08/2014. Com a exceção do dia 27, quando os cultos ocorrerão normalmente, na Primeira Igreja Batista do IPS.

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Garotinho pode ser cassado e ficar inelegível por oito anos

A Procuradoria Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (PRE-RJ) propôs ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) uma ação de investigação judicial eleitoral pedindo a inelegibilidade de Anthony Garotinho (PR) por oito anos por abuso de poder econômico. A PRE requer ainda a cassação do registro de candidatura ou da eventual diplomação de Garotinho.
Segundo texto da ação, o candidato ao governo do estado realizou diversos eventos, distribuiu brindes, enviou mensagens por celular com conteúdo político a cidadãos e utilizou páginas virtuais para promoção pessoal e sorteio de prêmios antes do período eleitoral autorizado.
As “Caravanas da Paz” em diversos bairros da capital e municípios do estado, com a contratação de artistas e distribuição de camisetas, livros e calendários com fotos suas também receberam críticas.
“A quantidade de eventos realizados pelo candidato, os SMS enviados e as páginas virtuais demandam um gasto expressivo de dinheiro que vieram de doações não comprovadas, o que caracteriza abuso de poder econômico”, explicou o procurador regional eleitoral Paulo Roberto Bérenger.
A Justiça Eleitoral julgará a inelegibilidade do candidato, que poderá recorrer. Enquanto aguarda o julgamento, Garotinho pode continuar normalmente sua campanha e seu nome será mantido na urna eletrônica.
Fonte: Berenice Seara – Extra on-line

Atualização às 21:00.

O blog do Bastos postou:

Por meio de sua assessoria, Garotinho informa que ainda não foi notificado da AIJE proposta pela PRE. O advogado do deputado, o ex-procurador Geral do Município de Campos, Francisco de Assis Pessanha Filho, comentou sobre a ação e garantiu que o seu cliente está elegível. “Tenho dificuldade em acreditar que o Ministério Público tenha ajuizado uma ação temerária e de má fé da forma que está sendo anunciado. Afirmo isso tendo em vista que há uma decisão do TSE, datada de 23 de maio de 2014, que julgou a legalidade das questões suscitadas na ação da PRE-RJ e o Ministério Público tomou conhecimento desse conteúdo. Além disso, a AIJE só é cabível em ações praticadas por candidatos. Garotinho só passou a ser candidato a partir do dia cinco de julho de 2014. Os atos questionados são anteriores à essa data. Garotinho está elegível e sua campanha continua firme. Esclareço, por fim, que todas as providências criminais e administrativas serão tomadas em resposta à ação da PRE-RJ.”

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

De Olho na Política: Pezão cresce na hora certa

De ” O Dia Online”:

Uma grande novidade das últimas pesquisas é a possibilidade cada vez mais forte de ser necessário o segundo turno para a escolha do próximo presidente da República. Dilma Rousseff mantém-se à frente de Aécio Neves e Eduardo Campos, mas perde terreno para seus adversários e vê o favoritismo ameaçado. Mas também surgiu um dado novo na disputa pelo Palácio Guanabara. Candidato à reeleição, o governador Luiz Fernando Pezão deu um salto nas intenções de voto. Ainda está longe dos dois ponteiros, Anthony Garotinho e Marcelo Crivella, mas já aparece isolado em terceiro lugar, deixando para trás o petista Lindberg Farias. Modesto, o próprio Pezão mostrou-se espantado com o crescimento: “O povo é generoso. Depois de oito anos com a Saúde e a Segurança como estão, era para ser bem menos, mas o povo é tolerante e esperançoso”.

Aliado de primeira hora da presidenta Dilma, Pezão (PMDB) começa a colher os frutos de seu estilo de governar, bem menos espalhafatoso do que o do antecessor, Sergio Cabral. O ex-prefeito de Piraí (por dois mandatos seguidos) não é homem de muita pirotecnia, prefere governar em silêncio, seguindo a boa escola dos políticos mineiros. Nesse início de campanha, conversa com formadores de opinião e percorre o Estado com a paciência de um caipira que prepara o cigarro de palha. Com sua simplicidade, conquistou a confiança de Dilma e também vai contornando a rejeição dos eleitores ao ex-governador Cabral. Pezão, que ainda é pouco conhecido e desfruta de baixo índice de rejeição (14%), não esconde o otimismo: “Vou crescer mais, principalmente quando começar a campanha na TV”.

Com o apoio de 18 partidos e quase 1.800 candidatos à Câmara e à Assembléia Legislativa, Pezão tem, de fato, terreno aberto pela frente. E está crescendo na hora certa. A tarefa de seus adversários é bem mais difícil, principalmente para Marcelo Crivella (PRB), que não conseguiu atrair aliados. Ele contará com a panfletagem dos candidatos de seu partido e olhe lá. Crivella lidera as pesquisas desde a pré-campanha. Mas, agora, já tem o ex-governador Garotinho (PR) ao seu lado e tudo indica que não terá forças para se manter na liderança. Há quem diga que Crivella não conseguirá chegar ao segundo turno. Não por acaso, o sobrinho do bispo Macedo atacou Garotinho em entrevista semana passada. Afirmou que a proposta de seu adversário de acabar com as UPPs “é medieval”.

Anthony Garotinho conseguiu o apoio do PROS, após a desistência de Miro Teixeira, e conta também com a fidelidade de seus eleitores na Baixada e no Norte Fluminense. Tem contra si o maior índice de rejeição (39%), mas é forte candidato a disputar o segundo turno. Porém, não se devem desprezar as chances de Lindberg Farias (PT). Embora não tenha respaldo ostensivo de Dilma, o senador é bom de voto desde os tempos em que ocupou a presidência da UNE. Pode atrair a simpatia dos jovens mais radicais insatisfeitos com as instituições políticas. Certamente vai destacar na propaganda seu passado de dirigente estudantil, quando era filiado ao PCdoB. Com rejeição baixa, de 17%, Lindberg trabalhou para formar aliança com PV, PCdoB e PSB e está na briga.

O páreo para o governo do Rio de Janeiro não será fácil. Decisão mesmo só no segundo turno. Mas com a caneta na mão e a força da máquina que montou, Pezão tem tudo para chegar lá.

 

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Diego Alemão agradece o carinho do povo campista

Alemão é atração e fecha o camelô.

Candidato a deputado federal pelo PV, Diego Alemão iniciou sua campanha na planície goitacá. Após uma caminhada distribuindo abraços, beijos e, principalmente, fotos com os fãs, Alemão retornou ao Rio de Janeiro e utilizou as redes sociais para agradecer o carinho do povo campista, e se negou a dizer adeus. Para o mais novo verde, é apenas um “até breve”.

“Gostaria de agradecer a todos pelo grande apoio a nossa caminhada em Campos dos Goytacazes, até breve! Obrigado por tudo até aqui… E obrigado a todos pelas palavras e pelo carinho.”

Alemão, que enfrenta o desafio de transformar o grande número de fãs em eleitores, disse que, como começou por aqui sua campanha, também por esta terra espera encerra-la.

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Pai de aluno de escola municipal desabafa

Os desabafos, reclamações e denúncias da Educação seguem brotando:

“Boa Noite Gustavo Matheus,

Sou responsável por aluno matriculado na E.M Farol de São Tomé, a maior unidade escolar da Praia, e conforme denuncias feitas ao seu prestigioso e respeitável blog, gostaria de colaborar deixando aqui o meu desabafo: Na semana passada não houve aula para uma turma da E.M Farol de São Tomé, pois o Pai da Professora Faleceu e ela tem direito a uma semana de licença, acho certa essa licença, afinal perder um pai ou mãe é uma situação muito dolorosa, o que não acho certo é dispensarem os alunos durante uma semana, ainda mais sabendo que a escola possui uma professora substituta para esses casos, o problema é que essa professora já foi Diretora e Vice diretora de duas unidades escolares da Praia e a mesma é apadrinhada de um vereador que é candidato nessa eleição, por esse motivo ela não assume nenhuma turma para dar aula com a cumplicidade da direção da escola que sabe dessa questão, Pasmem, a professora bate no peito e diz que quem manda nela é o vereador e os alunos têm que aguardar em casa a professora titular da turma retornar da licença. Gustavo a Secretaria de Educação possui superintendente, supervisão escolar e coordenador e ninguém apura essas irregularidades que ocorrem em outras turmas e outras escolas, isso mostra o descaso com a nossa educação e reflete no péssimo e humilhante IDEB, e o pior, não podemos nos manifestar pois há ameaça de retaliações, cadê a presidente da comissão de educação da câmara, a secretária de educação e a prefeita que não investigam essa denúncia juntamente com as outras já postadas no seu blog, vão fingir que não esta acontecendo nada e nossos filhos continuam sem aula só porque são pobres e filhos de pescadores não temos direito de ter professores em sala de aula. Fica meu desabafo e por favor não publique minha identidade pois temo retaliações.”

Por achar necessário dar maior relevância ao comentário da Professora Olivia, atualizei a postagem e o incluí como contraditório, que lhe é de direito.

“Meus mais sinceros votos de um dia agradável pra vc, Gustavo! E, antes de tudo, parabenizo-lhe pela imparcialidade com que publica e-mails de denúncias, bem como seus comentários. Leio suas publicações diariamente, tenho-lhe num conceito imenso! Como leio jornais, blogs e noticiários online, cedinho e diariamente, me deparei com esta publicação da minha Unidade Escolar. Venho, por respeito à você e tão somente à vc, esclarecer diversos pontos. Primeiro, o falecimento a que o “pai” se refere não é de pai de professora e sim de um irmão. Segundo, a professora, mesmo tendo direitos de se ausentar uma semana, retornou ao trabalho em poucos dias e no período da sua ausência os alunos ficaram divididos com outros professores. Além disso a professora em questão exerce suas atividades no 2º turno e eu no 1º, confesso que nem sabia deste falecimento. Outro detalhe importantíssimo que o “pai desentendido” fala é que eu sou professora substituta, outro grave erro, pois com 26 anos de trabalho, dos quais 4 sem férias, tiradas recentemente, estou entrando com licença prêmio e, a seguir, com aposentadoria. Não sou apadrinhada de vereador algum, nem preciso, apenas escolho quem me representa, direito livre assegurado a qualquer cidadão. O meu vereador, além de meu grande amigo pessoal, é etico e não se envolve em meu trabalho, ele é muito ocupado com outras questões e eu jamais bati ou baterei no meu peito que é ele quem manda em mim, afinal, Gustavo, perto de completar 50 anos, sou dona das minhas atitudes, pensamentos e decisões! Apadrinhamento, por exemplo é estar no governo à disposição e disso, o “pai” denunciante entende bem. Eu nunca tive em nenhum governo em todos estes anos de trabalho! O meu diretor Guilherme Monteiro responde com seu trabalho, pois ele ,e quem abre a UE às 7h e a fecha às 22, portanto, trabalhando 15 horas por dia. A vice gestora dá o sangue trabalhando tb e isso qualquer pessoa da comunidade pode provar. Concordo plenamente quando o “pai” diz que medidas em relações à diretores precisam ser tomadas, afinal há uma UE aqui em Farol que a diretora é mais ausente do que frequente, publicada aqui no seu blog! Pergunto tb, onde está a Presidente da Comissão de Educação, a Secretária Marinéa e a Prefeita? Precisam de fato agir! E quanto à comentários maldosos, a minha resposta é que trabalhar faz bem ao corpo e ao espírito! Cordiais saudações de quem muito lhe admira!”

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Lágrimas de chuva: “Campos das famílias”


Campos, que já foi dos “Goytacazes”, hoje é das lágrimas. Não só das divinas, advindas do céu, teimosas em nos constranger e cercear, mesmo sem culpa. É também do choro honesto de quem se vê só, sem o amparo do verdadeiro culpado.

Campos sofre, pois não é de apenas uma família. O singular não combina com o pluralismo que carrega em seu próprio nome, apesar da contradição que a política monocrática por aqui encrostada lhe empresta quase que “atemporalmente”. Campos é de todos os seus filhos; adotados ou biológicos, feios ou bonitos, pobres ou ricos, de Serrinha ao Eldorado, da Tapera a Penha.

A Campos chorosa, apesar de todos os males, é valente. Mesmo negligenciada, ferida e maculada, insiste em viver. A planície sobrevive e, mesmo aos prantos, constrói vagarosamente um futuro esperançoso. Resta-nos esperar que nele Campos possa voltar a ser de todas as famílias, com as nossas lágrimas escassas, e as divinas, claro, muito bem vindas.

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Perseguição na Educação


Após algumas postagens tratando de algumas denúncias feitas contra a secretaria de Educação, da prefeita Rosinha Garotinho, recebi diversas outras queixas sobre a pasta, agora indicando perseguição. Como se já não bastassem o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) pavoroso, como de costume nos governos Garotistas, o destrato dos “grandões” da Prefeitura rosácea com os seus professores e auxiliares, podemos, agora, constatar várias afirmações indicando perseguição e covardia contra os funcionários. Abaixo os comentários de duas profissionais municipais.

Nilcilene
“Eu vivenciei na pele, mesmo grávida, assédio moral pela atual diretora que na época era orientadora pedagógica e o que eu passei não desejo a ninguém. A perseguição foi tanta que fui obrigada a pegar licença para poder não perder meu bebê. E um ano antes uma colega de trabalho que ajudou a fundar a escola passou pela mesma situação. Aliás, até pior. Hoje não trabalho na unidade, mas sei o que os funcionários estão passando e é uma sensação horrível, perturbadora. Eu não desejo o que passei a ninguém. Sinto muito pelos meus amigos que ainda estão lá. Força e cuidado, quando menos se espera vem a rasteira.”

Olivia
“Zeladores também estão sendo perseguidos e estão levando falta sem justificativa. Um dos zeladores quase foi prejudicado pela diretora porque levou uma falta no horário do jantar em um domingo. Nesta mesma noite o supervisor noturno fez a ronda devida, não constatou nenhuma anormalidade, tanto que a folha de visita foi assinada pelo supervisor e zelador, COMPROVADAMENTE TRABALHANDO. A perseguição é claramente política porque os funcionários não pertencem ao grupo da vereadora dela. Inclusive, os colchonetes foram retirados do local, tirando dos mesmos as condições mínimas de trabalho. Se estes zeladores conseguem ter onde relaxar, agradecem aos diretores Guilherme e Gerusa da E.M.Farol de São Tomé, que GENTILMENTE CEDEM COLCHONETES TODAS AS NOITES!!”

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Boato desmentido e Peppa Pig liberado

Nota emitida pela Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima.

Patrícia Cordeiro (Presidente da FCJOL),

Informo a seu pedido, que o caso da nossa companheira Ademilde Pacheco, em principio suspeito para meningite, possa ser esclarecido à luz dos corretos protocolos do Ministerio da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde.

Esta paciente foi atendida por mim no dia 26/06, com quadro de evolução arrastada de vômitos, febre, dor de cabeça e rigidez na nuca que teve inicio há uma semana, logo em 19/06. No dia em que a vi, ela já estava saindo do isolamento, visto já ter tido mais de 24 horas de uso antibioticos.

Na analise preliminar dos exames, os principais exames foram negativos, mas na analise do Liquor cefaloraquidiano houve uma suspeita de que tivessemos uma meningite por bacteria. Neste caso, o mais correto é pegarmos as amostras, mandarmos para exames confirmatorios no Rio de Janeiro, os quais ainda não chegaram. A paciente está no HFM, teve uma piora leve por causa de uma suspeita de AVE (ela é hipertensa e diabética) mas por precaução foi para o CTI, mas se encontra bem.

Para a prevenção da meningite nas pessoas que tiveram contato com a Ademilde, não está indicado a vacinação, e sim a utilização de antibióticos de Bloqueio, que fazemos APENAS para quem tem contato intimo (leia-se contato intimo aqueles que dormem com o paciente ou o beijam na boca) e para os medicos e enfermeiros que atendem o paciente (e mesmo assim só os que fizerem algum procedimento invasivo, como intubação). Em relação a isso, fizemos os antibióticos por orientação da Secretaria de Estado da Saúde para as pessoas que tem contato em casa.

Vale lembrar que em 27/06 eu fui ao radio e comentei sobre este caso, ou seja no dia seguinte, nada foi escondido.

Agora, cabe o debate para que possamos acabar com alguns mitos em meningite, que fazem as pessoas muitas vezes se moverem pelo preconceito gerado pelo desconhecimento.

A bactéria da meningite não “voa”, ela fica dentro de nós e sim nas nossas narinas, por isso que quando temos o tal contato intimo dito acima tomamos antibioticos para eliminarmos estas bacterias.
Não há transmissão indireta, isto é, se alguem teve contato com um caso suspeito, este não passa para outro em sua casa que não teve contato direto. Ex: Eu sou professor de uma escola que teve um caso de meningite, e vou para a casa e não passo para meus filhos.
O periodo entre o contato com a bacteria e o inicio de uma meningite é de 3 a 7 dias. Portanto, para uma pessoa que tenha chegado ao extremo de ter dormido com o paciente ou beijado na boca, esta iria ter a doença em um tempo maximo de 7 a 10 dias. Logo, se a doença começou em 19/06, já passou (e muito) o tempo para a contagiosidade.

Estou a disposição para mais esclarecimentos

Charbell Kury – diretor de vigilância em saude da Prefeitura de Campos

O blog Na Curva do rio também reproduziu a nota que contesta o boato que circula nas redes sociais.

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

Meia Hora: “Não vai ter capa!”

O jornal famoso pelas capas está de “luto”.

Facebook de Juliana Branco

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter

PV é a terceira marca partidária mais forte, segundo estudo do Ipesp

O PV contratou o Ipesp, do sociólogo Antonio Lavareda, para avaliar suas perspectivas eleitorais. O estudo mostra que o PV é a terceira marca partidária mais forte do país, atrás apenas do PT e do PSDB, e que pode obter até 5% dos votos em outubro.

Felipe Patury- Época

  • Add to favorites
  • del.icio.us
  • Digg
  • email
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • PDF
  • Print
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • Twitter
Copyright © 2010 - Folha da Manhã - Todos os direitos reservados