Arquivos

Agência bancária de luxo avança na Pelinca

Santander Select

Está em estágio avançado a obra onde funcionou uma agência regular do Banco Santander, localizada na esquina da Avenida Pelinca com a Rua Conselheiro José Fernandes, próximo ao Centro de Compras.

Funcionará ali a primeira agência do Santander Select em Campos. É mais uma agência do segmento exclusivíssimo chegando a Campos, prova irrefutável que aqui circula bastante dinheiro. A primeira a chegar foi a do Itaú Personnalité, anunciada aqui em primeira mão em abril de 2010.

O Select é voltado para clientes de altíssima renda, com foco direcionado para investidores. A agência terá quatro gerentes para os seus clientes exclusivíssimos e um consultor de investimentos fixo. Terá ainda um caixa eletrônico com cédulas em moedas estrangeiras, que funcionará no horário do expediente bancário da agência.

Os clientes Santander com contas regulares, do segmento PJ (pessoa jurídica) e da categoria Van Gogh (renda mensal de R$ 4.000,00 em diante) continuarão sendo atendidos pela agência do Santander na Avenida Pelinca, localizada alguns quarteirões a frente.

A vinda de mais um banco com agência voltada para o segmento exclusivíssimo em Campos foi antecipada aqui em dezembro do ano passado. A previsão de inauguração da agência Select do Santander é para o dia 22 de dezembro, como um presente de Natal para os campistas endinheirados.

Inauguração

Recco - Inauguração

Será inaugurada no dia 06 de novembro, na próxima quinta-feira, a primeira loja da Recco Lingerie em Campos. Ela ficará localizada no primeiro piso do Shopping Avenida 28, em um espaço físico de duas lojas. A vinda da marca para a cidade foi anunciada em primeira mão aqui, em agosto.

Quem traz a marca para Campos é o grupo SOLLUA, comandado de forma competente pelo empresário Guto Barreto, que já atua com sucesso neste segmento. O grupo conta hoje com 3 lojas, sendo 2 em Campos e 1 em Vitória, e é parceiro da Recco, há mais de 23 anos.

Caso Nep: criado site para acompanhar obras

A comissão dos compradores de unidades nos hotéis Sleep Inn e Quality, do empreendimento Supreme em Campos, cuja obra está totalmente fora do prazo, vem evoluindo nas negociações com os novos representantes da incorporadora do negócio, a NEP.

Cyro Fidalgo, dono da empresa Seta Sete e mentor dos empreendimentos Supreme, assumiu, junto com a Construtora Petrópolis, a retomada das obras até a sua terminalidade, em acordo com a NEP, com o respaldo da Patrimóvel, maior imobiliária do Rio, que comercializou o empreendimento.

Os hotéis, localizados na Avenida do Contorno, tiveram sua venda iniciada em Campos em setembro de 2011. Sua comercialização foi um sucesso (relembre aqui). Porém problemas gerados pela má gestão na NEP causaram longo atraso até chegar a total paralisação da obra. Como em Campos, a NEP também paralisou as obras de hotéis Supreme em Caxias, Itaboraí, Itaguaí e Resende.

Foi criado pela empresa Seta Sete um site para o acompanhamento da obra do Supreme Campos, bem como dos outros empreendimentos Supreme ainda não finalizados, em uma demonstração de transparência, em busca de reconquista da confiança dos investidores, uma boa iniciativa.

Iniciativa aliás, a qual muitas construtoras poderiam aderir, para dar segurança e transparência para os seus investidores. O site da Sete Sete das obras do Supreme Campos pode ser acessado aqui, no qual pode ser visto que o prazo atual de conclusão é de 24 meses após a adesão dos investidores ao acordo, processo que está em andamento. O de todos os empreendimentos Supreme pode ser acessado aqui.

Tirando o corpo fora

Os compradores de unidades nos hotéis Sleep Inn e Quality, do empreendimento Supreme em Campos, da NEP, foram surpreendidos ontem com um comunicado da Atlântica Hotels nos jornais O Globo e Extra, no qual ela tenta se eximir dos problemas que se abateram sobre a obra de construção dos hotéis, atrasada e que chegou a sofrer paralisação.

Os hotéis, localizados na Avenida do Contorno, tiveram sua venda iniciada em Campos em setembro de 2011. Sua comercialização foi um sucesso (relembre aqui), atraindo vários e fortes investidores locais. Boa parte também foi comercializada no Rio para investidores cariocas e de outras praças. A venda era feita com uma imobiliária local e outras do Rio, de alcance nacional, como a Lopes e a Patrimóvel.

A maioria dos investidores somente compraram as unidades por serem de hotéis da Atlântica Hotels, rede de conhecida credibilidade no mercado hoteleiro. A comercialização não teria o mesmo sucesso se fosse de um hotel sem bandeira. No anúncio, que pode ser visto abaixo, a Atlântica afirma ter rescindido o contrato com a NEP para diversos hotéis, mencionando o Sleep Inn e o Quality e citando também o Go Inn, cuja possibilidade de vinda para Campos foi anunciada aqui em agosto de 2011.

Hoteis Quality e Sleep Inn - Atlântica quer tirar o corpo fora

Pega na mentira

O Banco Central subiu a taxa da juros básica, a Selic, para 11,25% ao ano, com a justificativa, real, de ser necessário controlar a inflação, que, de tão alta, já havia estourado o teto da meta indo a 6,75% no acumulado dos últimos 12 meses.

O governo Dilma Rousseff desde 2011 não cumpre a meta de inflação, batendo sempre no teto, que acabou virando meta. O aumento da Selic não era esperado pelo mercado e mostra que a maior preocupação com o controle da inflação dita pela presidente nos discursos pós vitória era real. Um bom sinal.

Mostra também que a medida poderia ter sido tomada antes que a inflação ultrapassasse o teto da meta e foi evitada por causa das eleições, constatando a falta de autonomia do Banco Central. De toda maneira, antes tarde do que nunca, não há mal maior do que inflação sem controle.

Diz o ditado que mentira tem perna curta. Dilma passou a campanha inteira dizendo que a inflação estava controlada, brigando contra os números e os fatos. Em um debate tal afirmação  foi até motivo de riso geral. O pior foi ver gente esclarecida, no Fla x Flu que foram as eleições, comprar a mentira da campanha petista e tentar vender como verdade.

Ranking das aéreas

Cias Aéreas Todas - Após fim da Trip

Foi divulgado o ranking das companhias aéreas brasileiras em setembro. As líderes TAM e Gol perderem market share em relação ao ano anterior, enquanto Azul e Avianca cresceram. Veja abaixo o ranking de participação no mercado nos vôos domésticos, estando entre parênteses a variação em relação a setembro de 2013:

TAM – 39,9% (-1,7)
Gol – 35,4% (-0,4)
Azul – 17,1% (+0,4)
Avianca – 9,0% (+1,6)

Fontes: PanRotas

Com 96,2% apurado, Dilma amplia vantagem

Candidato Partido/Coligação Votação % Válidos
DILMA PT – PT / PMDB / PSD / PP / PR / PROS / PDT / PC do B / PRB 52.171.970 51,18%
AÉCIO NEVES PSDB – PSDB / PMN / SD / DEM / PEN / PTN / PTB / PTC / PT do B 49.762.160 48,82%

 

Inauguração

Será inaugurada no dia 04 de novembro a primeira loja da Polo UK em Campos. Ela ficará localizada no segundo piso do Shopping Avenida 28, em um espaço de 110 m². A vinda da marca para a cidade foi anunciada em primeira mão aqui, no mês passado. As roupas são importadas da Argentina e feitas com algodão peruano, considerado um dos melhores do mundo.

Fim do mistério do jato

Gulfstream G550

O super jato Gulfstream G550 prefixo N728EC, avaliado em US$ 60 milhões, que pousou em Campos na segunda-feira passada (relembre aqui), pertence à empresa Chouest Air Inc., sediada no condado de Lafourche, no estado de Louisiana, nos EUA. A empresa tem ainda um Citation-XLS (confira aqui).

A Chouest Air Inc. faz parte do grupo da Edison Chouest Offshore (ECO), empresa sediada também no estado de Louisiana, EUA, que é reconhecida hoje como o mais diverso e dinâmico fornecedor de soluções de transporte marítimo offshore do mundo. A razão da vinda da aeronave para Campos é o Porto do Açu, idealizado por Eike Batista.

A Edison Chouest assinou um contrato em abril deste ano para instalar no Porto do Açu uma base de apoio offshore para atender clientes e um estaleiro de reparos navais em suas próprias embarcações. A base oferecerá ainda serviços de logística para empresas de exploração e produção de petróleo e seus fornecedores.

Inicialmente o contrato, que tem prazo de 15 anos, previa o aluguel de uma área de 255.200 m² no Terminal 2 do Porto do Açu. Posteriormente houve um aditamento aumentando a área para 574.000 m². Batizada de B-PORT, a instalação da Edison Chouest terá capacidade de servir e apoiar até 15 embarcações simultaneamente, se localizando em uma área estratégica, próxima às Bacias de Campos, Espírito Santo e Santos.

Antes de aterrissar em Campos o Gulfstream G550 fez uma parada em Manaus, aonde “nacionalizou” o vôo e entrou no Brasil, já que não poderia fazer isto no Aeroporto Bartolomeu Lisandro, que não é internacional. No dia seguinte o avião deixou a cidade à tarde e seguiu para o Aeroporto Internacional do Galeão, de onde deixou o país em vôo direto para Houston, no Texas, EUA.

Fontes: Plane Logger, Petro Notícias, Bol e Prumo Logística

Maldade do momento

A secretária eletrônica da Petrobras não pede mais para “deixar um recado ” e sim “deixar um sinal”.

Fonte: Ancelmo Gois

Copyright © 2010 - Folha da Manhã - Todos os direitos reservados