Folha Digital Folha Digital
    Publicidade

Publicidade

Institucional

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade
    PublicidadePublicidade
Geral

Taxista é morto a tiros dentro do veículo em Brejo Grande

*com informações de Jhonattan Reis
Foto: Reprodução

Quatro homens foram assassinados em 24 horas, em locais distintos de Campos. Os crimes aconteceram no Parque Saraiva, Caju, Cidade Luz e na estrada de Brejo Grande. Com mais esses casos, o número de homicídios registrados em 2017, no município, chega a cinco, segundo dados da Folha da Manhã. Duas tentativas também foram registradas. 

Na noite desta terça-feira (10), por volta das 21h, na estrada de Brejo Grande, o taxista Paulo César Rosa Ferreira Junior, 37 anos, foi achado morto próximo ao seu veículo com marcas de tiros na cabeça e tórax. Dois menores, de 16 e 15 anos, foram apreendidos momentos após o crime.

O corpo do taxista está sendo velado no Campo da Paz, onde o enterro deverá acontecer por volta das 17h. Há a previsão da realização de uma homenagem por parte de taxistas da cidade.

O pai vítima, Paulo César Rosa Ferreira, falou com a Folha ainda no Insituto Médico Legal para onde o corpo foi levado. Ele condenou a intenção de fazer justiça com as próprias mãos. “Hoje seria capaz de chegar diante dos jovens assassinos e tentar envagelizá-los para que eles possam conhecer Jesus, obter o perdão dos seus pecados e alcançar a salvação”.

O crime - Segundo a Polícia Militar (PM), a suspeita é de que a vítima tenha sido morta durante um assalto, já que pertences pessoais foram levados. Ele teria sido abordado por dois suspeitos no ponto de táxi da Praça São Salvador. Eles se passaram como passageiros para cometer o crime. A polícia recolheu três armas e o caso foi encaminhado para a 146ª DP, em Guarus.

Leia também: Homem encontrado morto com marcas de tortura no Cidade LuzDois jovens mortos na noite dessa segunda em Campos


10/01/2017 21:40 - Última atualização: 11/01/2017 11:20
1 comentário para Taxista é morto a tiros dentro do veículo em Brejo Grande
Carlos José Manhães
11/01/2017 - 13h56

Descance em paz meu amigo Paulinho. A que ponto chegou a violência em nossa Cidade. Que Deus conforte a sua família e seus amigos.

Deixe seu comentário

Quantidade máxima de 350 caracteres