Folha Digital Folha Digital
    Publicidade

Publicidade

Institucional

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade
    PublicidadePublicidade
Mundo

Carro bomba explode na Turquia

Ao menos duas pessoas foram mortas e 11 ficaram feridas na explosão de um carro bomba em Esmirna, na Turquia, nesta quinta - cinco dias após um massacre reivindicado pelo Estado Islâmico (EI) em uma boate de Istambul. O atentado ocorreu próximo a um tribunal da cidade turca. e as vítimas fatais seriam um policial e um funcionário do tribunal. Dois supostos terroristas também foram mortos e a polícia está atrás de um terceiro, que teria fugido após a ação. As informações são da Agência Ansa.

Esmirna é a terceira maior cidade da Turquia e muito visitada por turistas por conta de seu belo litoral. Ninguém reivindicou o ataque ainda, mas o território turco vem sofrendo com ataques de carros-bomba em diversas cidades. Além disso, Esmirna está sendo alvo de várias operações policiais em busca do homem que realizou um ataque terrorista no dia 1º de janeiro, em uma boate de Istambul, em ação que deixou quase 39 mortos.

Segundo as autoridades turcas, mais de 40 pessoas que moram na cidade já foram interrogadas até o momento sobre o ataque.

O Ministério das Comunicações da Turquia impôs censura à mídia nas informações sobre a explosão do carro-bomba. Como está em estado de emergência, o governo turco usa a censura em casos considerados “terroristas”. No entanto, a agência oficial de notícias Anadolu, confirmou que dois extremistas foram mortos por forças policiais.

Segundo a CNN Turk, o carro teria sido explodido próximo a entrada para juízes e procuradores. Os policiais continuam procurando um outro suspeito, segundo a agência Anadolu. O governador da província afirmou que evidências iniciais indicam que o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, na sigla em curdo) está por trás do ataque.

Boate foi alvo de terroristas no Ano Novo

Na noite do Ano Novo, pelo menos 39 pessoas morreram e 65 ficaram feridas durante ataque terrorista em uma boate de Istambul. A casa noturna Reina, situada no lado europeu de Istambul e às margens do Bósforo, é um dos locais mais procurados pela juventude de classe alta turca, além de turistas e celebridades. Cerca de 700 pessoas estavam no local na hora do ataque. O Estado Islâmico reivindicou o ataque.

O atirador, vestido de Papai Noel, abriu fogo contra as pessoas que se encontravam na entrada da casa noturna exatamente à 1h e 15 minutos da madrugada, hora local, neste 1° de janeiro de 2017. O ministro do Interior da Turquia afirmou que “o terrorista” ainda está sendo procurado pela polícia.

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan reiterou no domingo sua “determinação para erradicar as ameaças à Turquia”. Em um comunicado oficial, ele acrescentou que o país vai lutar contra o terrorismo e exortou a nação turca a permanecer unida contra tais ataques.

— Como uma nação, nós vamos combater até o fim não apenas os ataques armados por grupos terroristas, mas também seus ataques econômicos, políticos e sociais “, declarou. “Eles estão tentando criar o caos, para desmoralizar o nosso povo e desestabilizar nosso país comesses ataques hediondos, tendo civis como alvo. Vamos manter a calma, ficaremos mais unidos e não cederemos terreno a estes jogos doentios — disse o presidente turco, na ocasião.

(A.N.)

05/01/2017 19:57
Ainda não há comentários para Carro bomba explode na Turquia

Deixe seu comentário

Quantidade máxima de 350 caracteres