Folha Digital Folha Digital
    Publicidade

Publicidade

Institucional

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade
    PublicidadePublicidade
Ponto Final

Os próximos

A semana começa quente nos bastidores da política campista. Como as três primeiras sentenças do “escandaloso esquema” da troca de Cheque Cidadão por votos já são conhecidas, a expectativa agora é por quais serão as próximas e quando serão proferidas. Os acusados de envolvimento no caso e que foram eleitos, já julgados, temem condenação igual às de Jorge Rangel (PTB), Ozéias (PSDB) e Roberto Pinto (PTC). Nessas sentenças, o juiz conclui que 39 candidatos a vereador do grupo rosáceo foram beneficiados com a distribuição fraudulenta do programa social custeado com recursos da Prefeitura.

Condenações
Os três políticos até agora condenados estão inelegíveis por oito anos, além de terem seus votos anulados. Roberto Pinto teve o diploma e, consequentemente, o mandato cassados. Por decisão judicial anterior, minutos antes da cerimônia de diplomação no ano passado, Jorge Rangel e Ozéias nem chegaram a receber o documento. A não expedição do diploma foi mantida, além da inelegibilidade e anulação dos votos. Todos já informaram que vão recorrer.

Ordem de julgamento
As três primeiras sentenças foram as dos três acusados julgados primeiro. Caso a lógica seja mantida, serão concluídos os julgamentos na seguinte ordem: Jorge Magal (PSD), Linda Mara (PTC), Miguelito (PSL), Thiago Virgílio (PTC), Cecília Ribeiro Gomes (PT do B), Vinicius Madureira (PRP), Thiago Ferrugem (PR) e Kellinho (PR). Desses, como Ozéias e Rangel, Linda Mara, Miguelito e Virgílio também não receberam diploma.

Mais alto
Vereadores de Campos que ainda nem esquentaram a cadeira, uma vez que os trabalhos na Câmara só começam efetivamente no mês que vem, já pensam em voos mais altos na eleição de 2018. Na Casa, com bancadas ainda instáveis devido à expectativa pelos julgamentos da “Chequinho”, já existe articulação para candidaturas a deputado estadual e federal.

No escuro
Muda o ano, o governo, até o nome da concessionária muda, mas o problema é o mesmo de sempre. Veranistas de Atafona, em especial na praia de Chapéu de Sol, reclamam de longos períodos sem fornecimento de energia elétrica. Com o significativo aumento de consumo, já que muita gente passa toda a alta temporada no litoral sanjoanense, a rede não suporta. Já passou da hora de a concessionária, agora Enel, melhorar o serviço naquela região. Não dá para deixar o povo três dias no escuro, como relatou um veranista ontem.

Desordem
A Prefeitura de São João da Barra iniciou nesse fim de semana a operação “Orla Segura”, com o objetivo de coibir o tráfego de veículos na areia da praia. A medida tem como objetivo oferecer maior segurança aos banhistas, além da proteção ao meio ambiente. Onde os fiscais estavam presentes, tudo funcionava. No entanto, longe dos olhos deles, a bandalha continuou.

Protesto
A praia mais conhecida do mundo foi palco de um protesto ontem. Em frente ao Copacabana Palace, um grupo realizou uma manifestação contra as condições de trabalho e morte dos policiais militares do estado. Cruzes e bonecos com fardas sujas de sangue foram espalhados pela areia da praia. Somente neste ano, 11 policiais militares já foram assassinados no Rio.

Online
A atualização do CPF pode ser feita, a partir de hoje, pela internet. No site da Receita Federal está disponível um formulário eletrônico que permite a alteração instantânea de dados como nome, endereço, telefone e título de eleitor. O novo serviço é gratuito. Até então, o contribuinte que desejava atualizar o CPF precisava ir a uma unidade dos Correios, da Caixa ou do Banco do Brasil e pagava R$ 7 de tarifa de serviço.